sábado, abril 13, 2013

Honda Lead 110

Salve,

Parece que foi ontem, mas já faz um ano que estou andando de Joaninha. Não estranhe, esse é o nome que dei a ela, por ser preta, vermelha e redondinha. Enfim, ela lembra o inseto fofinho.

Na ocasião eu precisava de uma moto (ou similar) pra uso diário, que fosse econômica e prática, e nessa categoria não faltam opções. Inicialmente me veio à cabeça uma moto usada, uma "Titanzinha", ou uma YBR, mas comprar moto usada boa é uma tarefa das mais difíceis. Quando se acha uma boa é muito cara.

Então comecei a alimentar a idéia de pegar algo 0km, e nessa categoria não faltam opções: Titan's, YBR, Yes, Biz, Crypton, etc. Foi só então, numa visita a uma concessionária que vi a Honda Lead 110 de perto, pois até então não tinha visto uma na minha frente. Até ali nunca tinha pensado em comprar um scooter, mas ela me chamou mesmo a atenção.

Algumas coisas que gostei:
  • Freio a disco;
  • Injeção eletrônica;
  • Freio combinado;
  • Requinte no acabamento;
  • Bagageiro que mais parece uma porta-malas;
  • Porta-trecos;
  • Bom porte, pois apesar de baixinha, ela é bem "gordinha", parece maior que a Biz;
  • Transmissão CVT (sem marchas e embreagem);
A partir daí fui investigar sobre essa categoria, sobre os scooters. Eu já sabia que em muitos países da Europa e da Ásia os scooters são amplamente utilizados, e fui investigar as vantagens.

É preciso entender que um scooter é um tipo particular de motocicleta, que possui características bem diferenes das motos:
  • Posição de pilotagem: no scooter você vai sentado, na moto vai montado;
  • Potência e desempenho: não é prioridade nos scooters, logo não espere sair levantando a roda dianteira, nem altas velocidades;
  • Proposta: locomoção diária básica, não é uma utilitária, ótima pra trajetos curtos, não é segura para viagens ou para trafegar por vias rápidas;
  • Conforto: oferece grande proteção aerodinâmica, desvia o vento e não deixa molhar os pés (ótimo para quem usa sapatos), banco largo;
  • Suspensão: o calcanhar de Aquiles dessa categoria, as rodas pequenas e o curso curto da suspensão pede vias bem pavimentadas, senão é pulo e pancada na certa;
  • Praticidade: grande espaço para bagagens, capacetes, capas de chuva, compras, trecos, etc.


Um scooter serve pra mim?

Se precisa de um meio de transporte com essas características, e se o trajeto que você faz é seguro e bem pavimentado, um scooter é uma ótima opção para você!
Agora, se você precisa de um veículo para uso mais "hard", se anda com garupa, pára e anda, e em ruas brasileiras (ruas brasileiras = ruas esburacadas), esqueça! O scooter não te serve. E não adianta reclamar, não é defeito, é questão de característica mesmo.

Sobre a Honda Lead

Sobre a minha Honda Lead, apesar de ter sido 0km tirada em 2012, é ano/modelo 2010, Limited Edition (LE), a concessionária tinha três em estoque, devidamente guardadas e bem cuidadas. Acabei fazendo um  bom negócio, pois paguei preço de usada numa 0km, e isso com garantia e tudo mais.

Neste ano de união, nada a reclamar. Rodo em média 20 km por dia, entre idas e vindas ao trabalho e outros percursos, é econômica e prática, como um scooter deve ser. No bagageiro sempre vai muita coisa além do capacete: jaqueta, luvas, agenda, pente, carregador de celular, e eventualmente até alguma compra.
Para carteira e alguma outra miudeza temos o porta-luvas no escudo frontal, e ainda um gancho para pendurar sacolas, espaço não falta. Ficar com os pés e pernas abrigados da poeira e da água também é importante pra mim que trabalho "engomadinho".

Até agora nenhum defeito, nenhuma quebra, só troca do óleo nas revisões obrigatórias. A transmissão automática não requer manutenção periódica e recomenda-se a troca da correia aos 20.000 km. As trocas de óleo são recomendadas a cada 4.000 km, e apesar de a Lead ter refrigeração líquida e do óleo não ser usado para lubrificação da embreagem e marchas, o que aumenta sua vida útil, eu acho essa marca alta demais. Pretendo seguir trocando a cada 3.000 km.

Resumindo, eu estou satisfeito com a compra! Hoje ando mais de Lead do que de carro e pra trocá-la, só por um scooter maior!

Té+

Nenhum comentário: